Advogado de motorista que atropelou motoboy afirma que é impossível apresentá-lo hoje à polícia, mas diz que acusado quer se entregar

14/09/2021
Na madrugada do sábado (11), Ruan passou por um sinal vermelho, no Retão de Manaíra, e atingiu com seu carro a 163km/h a moto de Kelton, o qual morreu ainda no local
Na madrugada do sábado (11), Ruan passou por um sinal vermelho, no Retão de Manaíra, e atingiu com seu carro a 163km/h a moto de Kelton, o qual morreu ainda no local
O advogado Harley Cordeiro informou ao ClickPB que é impossível apresentar Ruan Macário nesta segunda-feira (13) à Polícia Civil, mas que o motorista acusado de atropelar e matar o motoboy Kelton, em João Pessoa, quer se entregar. Na madrugada do sábado (11), Ruan passou por um sinal vermelho, no Retão de Manaíra, e atingiu com seu carro a 163km/h a moto de Kelton, o qual morreu ainda no local.
 
O advogado disse ainda ao ClickPB que conversou hoje com o delegado Rodolfo Santa Cruz para que a apresentação de Ruan acontecesse de forma discreta para evitar tumulto. "Ele não tem intenção de ficar foragido. Ele quer se entregar."
Harley Cordeiro também relatou que Ruan está abalado emocionalmente e que ainda não conseguiu conversar com o motorista sobre o acidente.
 
Acompanhe o Bananeiras Online também pelo twitterfacebookinstagram youtube
 
O defensor declarou ao ClickPB entender que a família de Kelton quer justiça, mas que Ruan está sendo ameaçado até de morte e desativou as redes sociais diante das mensagens de ódio que vinha recebendo. "Os pais de Ruan tiveram que mudar de número de telefone umas oito vezes já e o pessoal descobre e fica ameaçando."
 
Click PB



Outras Not?cias