Com 3% de vacinados, América latina beira em um milhão de mortos

23/05/2021
Segundo dados da OMS, de todas as mortes na região, 44% ocorreram no Brasil; o segundo país com mais mortes é o México, que tem 22% do total
Segundo dados da OMS, de todas as mortes na região, 44% ocorreram no Brasil; o segundo país com mais mortes é o México, que tem 22% do total
América Latina e o Caribe estão próximos de ultrapassar a marca de 1 milhão de mortes pela Covid-19, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Até a manhã de sexta-feira (21), um total de 997.364 pessoas haviam morrido da doença nos países da região.

 
Considerados os dados da OMS, das mortes registradas na região, 44,3% do total de mortes da América Latina e do Caribe ocorreram no Brasil: 441.691 óbitos.
 
Acompanhe o Bananeiras Online também pelo twitterfacebookinstagram e youtube
 

O consórcio de veículos de imprensa, que atualiza os dados junto às secretarias de Saúde do país, apontava um número ainda maior de mortes no país até sexta: 446.527 mortes
 
O segundo país com mais mortes pela doença entre os latino-americanos e caribenhos é o México
: até sexta-feira (21), eram 220.850 vítimas fatais da doença em solo mexicano, segundo a OMS, o equivalente a 22,1% do total.
 

Em terceiro na região vem a Colômbia, com 82.743 mortes até a sexta-feira, 8,3% do total. Fechando os cinco países com mais mortes estão a Argentina, com 72.265 óbitos (7,2% do total), e o Peru
, com 67.034 (6,7%), até a sexta-feira.
 

 
 

Também na sexta, um relatório da OMS havia apontado que o número real de mortes na pandemia pode ser até 3 vezes maior do que o registrado
.
 

 
Baixa vacinação
 

Segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (
Opas) apenas 3% da população latino-americana e caribenha já foi vacinada contra a doença.
 

 
Esta pandemia está longe de terminar e está atingindo fortemente a América Latina, afetando nossa saúde, economias e sociedades inteiras. No entanto, apenas 3% de nossas populações foram vacinadas, declarou, em um comunicado de sexta-feira, a diretora da Opas, Carissa Etienne.
 

 
A região é um epicentro do sofrimento da Covid-19. Também deveria ser um epicentro para a vacinação, ressaltou.
 

No Brasil, 
apenas 9,65% da população já recebeu as duas doses de alguma das 3 vacinas contra a Covid aplicadas no país: CoronaVac, Pfizer ou Oxford/AstraZeneca.
 

 
G1
 



Outras Not?cias