Suspeito de matar agente socioeducativo é preso após o crime, na PB

19/05/2020

Em menos de 24h, a Polícia Militar apresentou na Delegacia de Homicídios o principal suspeito de matar o agente socioeducativo Gabriel Taciano de Oliveira, de 33 anos, em João Pessoa. O acusado do crime foi preso no bairro do Cristo Redentor, na Capital, através do trabalho dos policiais do Regimento de Polícia Montada (RPMont).

Conforme informações do comandante do RPMont, major Gleidistone Cavalcanti, o suspeito tem 23 anos e foi preso na mesma vila onde a moto da vítima tinha sido encontrada. “O corpo da vítima foi achado na manhã desse domingo, em Jacarapé, e, através de informes recebidos, nossas guarnições chegaram até o local onde estava a moto do agente socioeducativo, em uma vila da Rua Elias Cavalcante, no Cristo. As diligências continuaram e nesta segunda-feira, pela manhã, com indicação da Coordenadoria de Inteligência da PM, o principal suspeito foi encontrado pelas viaturas do RPMont, na mesma vila, e levado para ser ouvido na delegacia de Homicídios”, disse.

Acompanhe o Bananeiras Online também pelo twitterfacebookinstagram e youtube

Na delegacia, o preso confessou o crime e alegou que a motivação foi uma dívida de R$ 500, segundo revelou o delegado Carlos Othon, da Delegacia de Crimes Contra Pessoa de João Pessoa (DCCPES/JP). “O suspeito afirmou que mantinha um relacionamento homoafetivo com a vítima. Ele explicou que os dois combinaram de se encontrar na praia de Jacarapé e quando chegaram ao local, passaram a discutir por conta da dívida”, afirmou o delegado.

Durante a discussão, o suspeito passou a agredir a vítima com golpes de madeira e tentou asfixiá-la. Em seguida, o acusado jogou a vítima, ainda com vida, do alto de uma falésia, em Jacarapé.

O preso foi autuado em flagrante delito por crime de homicídio triplamente qualificado por motivo fútil, sem defesa da vítima e com uso de requintes de crueldade. 

Bananeiras Online com Assessoria




Outras Not?cias