Mais de 9 mil empregos serão gerados com empreendimentos no Polo Cabo Branco, na PB

18/10/2020
Um dos empreendimentos que serão construídos no Polo Cabo Branco, em João Pessoa — Foto: Reprodução/ALP Project Management
Um dos empreendimentos que serão construídos no Polo Cabo Branco, em João Pessoa — Foto: Reprodução/ALP Project Management
Mais de nove mil empregos serão gerados com os três empreendimentos que serão construídos no Polo Cabo Branco, em João Pessoa, de acordo com o diretor presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), Rômulo Polari Filho. Em entrevista ao G1, Rômulo afirmou que devem ser gerados 4,6 mil empregos na fase de construção e 4,6 mil durante a utilização. A previsão de entrega é dois anos.
 
Além disso, o presidente também confirmou que R$ 564 milhões serão movimentados, só no setor da construção civil. “A nossa intenção é buscar empresas do estado para que todos aqui da Paraíba sejam beneficiados com esses empreendimentos”, ressaltou. Rômulo também acrescentou que só "com a massa salarial das pessoas que irão trabalhar nos empreendimentos, serão movimentados R$ 70 milhões por ano".
 
 
Acompanhe o Bananeiras Online também pelo twitterfacebookinstagram e youtube
 
Rômulo enfatizou a importância que os empreendimentos terá no cenário mundial. “Só o ‘Surf World Park‘ terá 240 mil metros quadrados, além de ter a maior piscina de ondas do mundo”. Com o impacto que o Polo Cabo Branco trará para o turismo, o presidente disse que a previsão é que a Paraíba ganhe voos diretos com países como Espanha e Portugal. “Ainda está na fase de estudo”, ressaltou.
 
O presidente também destacou que os empreendimentos vão facilitar o deslocamento de visitantes para outros pontos turísticos da Paraíba. “O turista que vai vir em junho visitar esses locais, também irá conhecer o Maior São João do Mundo em Campina Grande, como também poderá ir conhecer o Parque dos Dinossauros em Sousa”.
 
A previsão é que em até seis meses as obras sejam iniciadas. “O primeiro passo foi dado. Agora, é deixar o projeto de arquitetura dos empreendimentos dentro do padrão exigido pela prefeitura. Sendo assim, será dado entrada no alvará”, finalizou Rômulo.

 
Por G1 PB



Outras Not?cias