Consumidores da Energisa podem solicitar Tarifa Branca neste mês

08/01/2018

As distribuidoras de energia de todo o Brasil passarão a oferecer, a partir desse ano de 2018, a Tarifa Branca, uma nova opção de cobrança que dá ao cliente a possibilidade de pagar valores diferentes de tarifa em função da hora em que consome energia elétrica. 

 

A medida não é obrigatória e vai beneficiar, principalmente, quem conseguir adequar o seu consumo, reduzindo o uso de energia no período de pico e priorizando o uso em horários alternativos. 

Para os clientes que aderirem à nova modalidade, o valor da tarifa vai variar de acordo com três horários: ponta, que é o horário de pico na demanda; intermediário, compreendendo intervalos antes e/ou depois do horário de ponta; e fora de ponta, período de menor consumo de energia.  

Acompanhe o Bananeiras Online também pelo twitterfacebookinstagram youtube

Nos dois primeiros, a energia é mais cara em função da maior demanda. Já no último é mais barata. Na prática, no horário de ponta, a tarifa é cinco vezes maior do que fora de ponta e, no intermediário, é três vezes maior. Nos finais de semana e feriados, apenas a tarifa fora de ponta será aplicada.

Atualmente há apenas uma tarifa, a convencional, que tem um valor único (em R$/kWh) cobrado pela energia consumida e que não muda de acordo com o período do dia. A Tarifa Branca será um incentivo para que alguns consumidores desloquem o consumo dos períodos de ponta para aqueles em que o consumo é menor.

O cliente deverá fazer, inicialmente, uma análise criteriosa para avaliar se a mudança vale ou não a pena de acordo com a sua rotina.

“Quanto mais o cliente reduzir o consumo em horários em que a energia é mais cara e ampliar o uso no horário fora de ponta, mais vantajosa será a Tarifa Branca. É uma decisão que precisa ser muito bem avaliada, pois se o cliente optar pela mudança, mas mantiver o uso de energia nos horários de maior demanda ou mesmo se descuidar no deslocamento do consumo para a fora ponta em alguns dias, ele pagará um valor final mais alto na conta de luz”, explica Cleyson Jacomini de Sousa, Diretor Comercial Corporativo do Grupo Energisa.

Essa opção será oferecida aos clientes de forma gradativa. A regra estabelecida pela ANEEL é que, no primeiro ano, a partir de 2018, a Tarifa Branca esteja disponível para clientes já ligados com consumo médio mensal acima de 500 kWh. Vale reforçar que a Tarifa Branca não se aplica aos consumidores residenciais Baixa Renda, beneficiários de descontos previstos em Lei e à iluminação pública.

A adesão à Tarifa Branca é opcional e vantajosa apenas para clientes que não utilizam equipamentos elétricos das 16h30 às 22h, a depender da sua área de concessão.

Para fazer a solicitação em Campina Grande os consumidores precisam se dirigir à agência da Energisa, que fica na rua Getúlio Vargas, no Centro da cidade.

Bananeiras Online com Assessoria




Outras Notícias