Copa do Mundo do Catar em 2022 pode ser dividida com vizinhos, diz presidente da Fifa

02/01/2019

 Copa do Mundo de 2022 pode não acontecer apenas no Catar. O país ganhou o direito de sediar o Mundial em 2010, mas nesta quarta-feira o presidente da Fifa sugeriu a possibilidade de dividir o evento com outras nações.

“Se pudermos acomodar alguns dos países vizinhos na região do golfo que são muito próximos para sediar alguns jogos da Copa do Mundo, isso poderia ser muito benéfico para a região e para o mundo inteiro”, afirmou Gianni Infantino.

A ‘divisão’ da Copa é complicada, pois nações próximas ao Catar, como Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito, impõem um boicote ao país desde 2017 sob acusações de apoio ao terrorismo. Em resposta, o Catar deixou a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) em 2019.

“Existem tensões nessa região em particular e cabe aos respectivos líderes lidarem com isso, mas talvez seja mais fácil falar sobre um projeto conjunto de futebol do que coisas mais complicadas”, defendeu Infantino.

“Se pudermos ajudar as pessoas no golfo e em todos os países do mundo a desenvolver o futebol e trazer uma mensagem positiva ao mundo sobre o futebol, então deveríamos tentar”, completou o presidente.

48 seleções em 2022?

A Copa do Mundo irá expandir seu formato de 32 para 48 seleções em 2026. O presidente da Fifa, entretanto, ainda não desistiu de inflar o torneio já na próxima edição.

“Se você acha que é uma boa coisa terem 48 times na Copa do Mundo, por que não tentar quatro anos antes? Por isso estamos analisando a possibilidade de ter 48 times já em 2022”, afirmou Infantino nesta quarta-feira.

ESPN.com.br


 

 



Outras Not?cias