Quer ter quanto para aposentar? Veja quanto poupar na previdência privada

11/10/2019
Previdência privada: Para juntar R$ 1 milhão aos 65, é necessário poupar R$ 1.075 por mês desde os 20 (AndreyPopov/Thinkstock)
Previdência privada: Para juntar R$ 1 milhão aos 65, é necessário poupar R$ 1.075 por mês desde os 20 (AndreyPopov/Thinkstock)
Qual é o valor ideal para investir para a aposentadoria? Essa é uma pergunta sem resposta certa e com muitas repostas possíveis.

É um questionamento que ganha espaço na cabeça dos brasileiros conforme avançam os debates sobre a reforma da Previdência e, com ele, a noção de que serão necessárias outras fontes de renda para complementar o benefício público.

Elas podem vir de um plano de previdência privada propriamente dito ou de outras formas de investimento, mas a essência é a mesma: fazer aplicações periódicas ao longo da vida que, com o tempo e os rendimentos, levem a uma reserva minimamente confortável para gerar renda pelos muitos anos que um aposentado, hoje, tem ainda para viver pela frente.

A pergunta de quanto investir para isso não tem resposta certa porque ela depende de outras perguntas que devem vir antes: Com quantos anos você está começando a juntar? Quanto consegue guardar por mês? Quanto você espera ter guardado ao se aposentar? Ou, então, que renda gostaria de ter por mês dali para frente e quanto dinheiro é preciso para isso?

“Às vezes a pessoa pensa apenas na poupança que quer ter, mas isso não diz muita coisa por si”, diz Carlos Castro, planejador financeiro certificado (CFP) pela Planejar (Associação Brasileira de Planejadores Financeiros). “Ela pode, por exemplo, acumular 1 milhão de reais até os 65 anos, mas este 1 milhão é suficiente para manter qual padrão de vida dali para frente? Se ela quer resgatar 1.000 reais por mês, a conta é uma; se quer 5.000 reais, a conta é outra.”

A pedido da EXAME, Castro listou algumas dessas perguntas e traçou cenários possíveis de investimentos para ajudar a vislumbrar as diferentes formas de começar a pensar em uma previdência privada.

As contas ajudam a ter uma ideia de quanto é possível alcançar em investimentos para a aposentadoria poupando diferentes valores e começando em diferentes momentos da vida.

Por exemplo: para conseguir uma renda de 1.500 reais por mês dos 65 até os 85 anos, uma pessoa com 20 anos precisa guardar 311 reais todo mês até lá, enquanto quem começa aos 40 vai precisa reservar 722 reais.

Ou então: se aposentando com 1 milhão de reais na conta, dá para ter uma renda mensal de 5.172 reais por mais 20 anos – algo entre os 65 e os 85 anos de idade. Já para durar 35 anos (dos 50 aos 85, por exemplo), isso cai para 3.436 por mês.

Os valores estão a preços de hoje, quer dizer, eles já descontaram a inflação da conta e consideram o poder de compra atual. Foi considerado um rendimento dos investimentos de 2,26% ao ano acima da inflação, que é semelhante aos ganhos médios oferecidos atualmente pelos principais investimentos de renda fixa. É possível ter rendimentos maiores ou menores a depender dos investimentos feitos ao longo do período.

Castro também reforça que a previdência privada não substitui a aposentadoria e outros benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A indicação dos especialistas é sempre pensar em um como complemente do outro.

Veja os diferentes cenários de investimentos para a aposentadoria privada abaixo:

 

simulações previdência privada

 (Arte EXAME/Reprodução)

simulações previdência privada

 (Arte EXAME/Reprodução)

simulações previdência privada

 (Arte EXAME/Reprodução)

simulações previdência privada

 (Arte EXAME/Reprodução)

simulações previdência privada

 (Arte EXAME/Reprodução)

simulações previdência privada

 (Arte EXAME/Reprodução)

 

Metodologia

As simulações foram feitas pelo planejador financeiro Carlos Castro, certificado pela Planejar e especializado em previdência.

Foi considerado um rendimento médio real, isto é, acima da inflação, de 2,26% ao ano – média do Tesouro Selic de acordo com o relatório Focus do Banco Central até 2022 (2,26% de juro real ao ano).

Foi considerada a idade base de aposentadoria de 65 anos. Atualmente, a idade mínima para aqueles que se aposentam por idade pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é de 65 anos para os homens e 60 anos para as mulheres. Pela proposta atual da reforma da Previdência, as idades mínimas seriam de 65 anos para os homens e 62 anos para mulheres.

O brasileiro que chega aos 65 anos, hoje, deve viver, em média, até os 83 anos, de acordo com os dados de expectativa de vida do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O valor médio das aposentadorias pagas pelo INSS atualmente no país é de 1.903,48 reais para os homens e 1.481,19 para as mulheres (consideradas aposentadorias urbanas e rurais).

Por Juliana Elias - Exame.com




Outras Not?cias