Petrobras aumenta preço do botijão de gás de cozinha em 8,5%

06/11/2018
Estatal atribui a alta à desvalorização do real ante ao dólar e ao encarecimento do Gás Liquefeito de Petróleo. (Douglas Cometti/Folhapress)
Estatal atribui a alta à desvalorização do real ante ao dólar e ao encarecimento do Gás Liquefeito de Petróleo. (Douglas Cometti/Folhapress)

A Petrobras revisou o preço do GLP (Gás Liquefeito de Petróleo) para consumo residencial em suas refinarias em 8,5%, para R$ 25,07, um reajuste de R$ 1,97 por botijão. No ano, a alta acumulada é de 2,8%.

Desde janeiro, a estatal reajusta o botijão de gás trimestralmente. Em janeiro e abril, os valores foram reduzidos e em julho, elevado.

"A desvalorização do real frente ao dólar e as elevações nas cotações internacionais do GLP foram os principais fatores para a alta. A referência continua a ser a média dos preços do propano e butano comercializados no mercado europeu, acrescida da margem de 5%", informa a Petrobras, no comunicado. 

Acompanhe o Bananeiras Online também pelo twitterfacebookinstagram e youtube

 

A empresa ainda argumenta que a metodologia de reajuste trimestral tem o objetivo de suavizar os impactos da transferência da volatilidade externa para os preços domésticos.

Leia mais: Dólar sobe e Bovespa fecha em alta recorde de 89 mil pontos

No documento, a Petrobras ressalta ainda que o CNPE (Conselho Nacional de Política Energética) reconhece que o preço do produto para uso doméstico deve ser "inferior" e "diferenciado" aos praticados para o GLP com outras finalidades pelo seu "interesse para a política energética nacional".

 



Outras Not?cias